O próximo destino ‘explora’

Valle Sagrado, Peru

Valle Sagrado, Peru. Com inauguração prevista para julho de 2016, a uma hora de Cuzco, o hotel explora Valle Sagrado promete novas aventuras com muito conforto neste destino dos Andes peruanos especialmente conhecido por seus povoados indígenas e sítios arqueológicos. Montado em uma das haciendas do vale, com antigas plantações de milho e vista para as montanhas que um dia foram ocupadas pela civilização inca, o hotel terá 50 apartamentos, dos quais seis suítes com 57 metros quadrados, além de restaurante, varandas, bares, lounges, biblioteca e loja. No cardápio de explorações, mais de 20 (a pé, de bicicleta ou, simplesmente, contemplativas). Acompanhados por guias locais (todos foram recrutados lá), com foco na cultura e história da região, os passeios levam à Cordilheira dos Andes, para ruínas pouco visitadas e por trajetos alternativos às ruínas mais conhecidas. Aguarde!

PROGRAME-SE JÁ 
E enquanto o hotel no Peru não abre…. O grupo explora, que tem propriedades no Atacama, na Patagônia e na Ilha de Páscoa, possui diversos benefícios para brasileiros: no programa familiar, o primeiro filho é cortesia e a partir do segundo filho, a tarifa é de 50% sobre a tarifa familiar (benefício válido para famílias com o mínimo de 2 adultos e para até 4 filhos de até 18 anos). Já no programa para apartamentos duplos, fique 4 noites e pague 3. Ou fique 8 e pague 6 noites. Todos os viajantes que visitarem mais de uma propriedade do explora na mesma viagem têm, ainda, um adicional de 5% de desconto. Os programas estão sujeitos a disponibilidade e são válidos para reservas para hospedagem até 28 de fevereiro – não incluem períodos de Natal, Réveillon e Carnaval. Reservas pelo tel. 0800-8783158. Na foto abaixo, visão aérea da Ilha de Páscoa!
aeras-rapa-nui-04-mfsw0gvcpl8y2he7ibwnziuuze912alyg2s9qkfp8o

Férias no Atacama

IMG_7648_2_1024Deserto vivo. Muito mais que areias, o Atacama, no norte do Chile, surpreende com seus vulcões, salares, piscinas naturais quentinhas, gêiseres, dunas e formações geológicas que lembram outros planetas. Viajar com a família para conhecer tudo isso terá sabor de aventura e será inesquecível. Na foto acima, Salar de Atacama.
Primeira dica: escolher um hotel em San Pedro de Atacama que tenha conforto e esquema de passeios com guias bem preparados. Essa cidadezinha é a base para as principais atrações e fica em um oásis a 2.400 metros de altitude e 100 quilômetros do aeroporto de Calama, onde se desembarca. Não se preocupe com a altitude: os hotéis têm o cuidado de sugerir a aclimatação, ou seja, programas nos primeiros dias a lugares que estejam na mesma altitude de San Pedro, para deixar que o corpo se acostume, e posteriormente, a pontos mais elevados da região, como as Termas de Puritama (3.500 m) e os Gêiseres del Tatio (a 4.200 m). Se estiver com crianças pequenas, o ideal será escolher passeios de meio dia (e checar antes com os guias se os kids aguentam os percursos ou se será preciso adaptar), para voltar ao hotel e almoçar e descansar antes do próximo. Abaixo, caminhada no Vale da Lua.
IMG_4388_1024
Top 5 passeios family friendly

Vale da Lua: caminhada para observar as formações com sal.
Vale da Morte: caminhada e descida de dunas, com emoção (foto abaixo).
IMG_4288_1024
Termas de Puritama: caminhada e imersão em águas quentinhas. Também se pode optar por ir direto de van.
IMG_7746_1024
Salar de Atacama: passeio de van, com contemplação no pôr-do-sol. Observação de flamingos cor-de-rosa na Laguna Chaxa. No caminho, parada no pueblo de Toconao, para ver como vivem as famílias locais, baseadas no artesanato com lã de ovelha e lhama e na agricultura. Algumas têm lhamas no quintal da casa, para alegria dos pequenos, que podem alimentá-las.
Cavalgada para a Cordilheira do Sal: programa de duas horas, com visual maravilhoso do deserto e das montanhas. Outro ótimo passeio a cavalo é por San Pedro e os ayllus (comunidades) locais.
IMG_7874_1024
Piscina e mercado: entre um passeio e outro, será delicioso ficar na beira da piscina no hotel (no inverno, porém, é frio para entrar), simplesmente admirar a paisagem, com os vulcões (Colorado, Saire Cabur, Puriques, Láscar e Licancabur, o mais imponente, com quase 6 mil m) majestosos emoldurando o cenário, ou dar uma volta na cidade. San Pedro abriga uma igrejinha e o Museu Arqueológico R. P. Gustavo Le Paige, com 3 mil peças, entre tumbas e objetos domésticos, que desvendam um passado de 11 mil anos.
IMG_7430_1024
Há também o mercado de artesanato, com lembranças de lhamas em miniatura, tapetes e outros itens com lã de ovelha, lhama e vicunha, e diversas lojinhas, incluindo uma pequena loja da North Face, para quem esqueceu alguma coisa.

Como chegar
Voo para Calama com conexão em Santiago (2h de duração a partir da capital chilena). Ideal será chegar para o almoço em San Pedro e, portanto, dormir uma noite na capital do Chile na ida. De Calama, são 100 quilômetros até o vilarejo (traslado providenciado pelos hotéis e incluído no pacote).
Onde ficar
IMG_7768_2_1024

Hotel explora (foto acima): pioneiro no Atacama, tem conforto na dose certa, serviço impecável e guias extremamente bem preparados que sabem tudo sobre geologia, a geografia local, flora, fauna, etc. À mesa, receitas típicas e pratos elaborados com ingredientes locais. IMG_7537_2_1024Tudo está incluído na diária, até os vinhos, e o clima é de fazenda, com cocheira e cavalos próprios. Para os pequenos turistas, a equipe da cozinha sugere opções de prato. Na chegada, uma palestra informal dará uma ideia do que esperar neste deserto. Toda tarde, a escolha dos passeios para o dia seguinte – a pé, de bike ou a cavalo. À noite, vale a pena marcar a visita ao observatório, onde, com um telescópio, a família poderá ver as estrelas e os planetas e aprender sobre o universo.
Tierra Atacama: outra ótima opção, nos mesmos moldes (com tudo incluído na diária, até passeios e bebidas).
IMG_7891Criado pela família Purcell, a mesma da estação de esqui Portillo, o hotel boutique tem arquitetura contemporânea e atmosfera cool. Um charmoso spa inclui piscina interna aquecida para o relax depois das atividades. IMG_7952_1024Da piscina externa, visual maravilhoso para os vulcões. O Tierra também tem ótimos guias que te levam com conforto para os passeios (a pé, de bike ou a cavalo, escolhidos na chegada) e menu kids. Em período de lua cheia, vale a pena fazer a caminhada noturna no Vale da Lua ou Vale da Morte.
Na mala: importante se vestir em camadas e levar roupas adequadas para as crianças. Não podem faltar luvas, gorro, fleece, underwear térmico, calça de trekking, tênis de trekking e casaco esportivo. Em São Paulo, a Decathlon é uma boa opção para o shopping pré-viagem. Santiago também tem boas lojas de esportes nos principais shoppings, como o Parque Arauco e o Costanera Center.

Aventura confortável

base das Torres del pAine

Lagos, geleiras, picos e montanhas compõem o cenário estonteante que tanto atrai viajantes ao Parque Nacional Torres del Paine, no extremo sul do Chile. Até abril (outono), o clima é perfeito para a visita. Na foto acima, base das Torres del Paine.
A viagem: voa-se para Santiago e faz-se conexão para Punta Arenas. Vale a pena dormir ao menos uma noite nesta cidadezinha literalmente no fim do mundo, na pontinha sul do Chile. Lá, a sugestão é hospedar-se no Hotel José Nogueira. Histórico, ocupa uma bela mansão erguida em 1890 e é bem localizado, no centro. Programa imperdível: fazer o passeio à Isla Magdalena, que abriga 60 mil famílias de pinguins. A empresa Comapa opera o tour diariamente (duas horas de barco de ida, duas de volta e uma hora na ilha). Além de caminhar pela ilha e chegar pertinho do pinguim-de-magalhães, aprende-se sobre a espécie e navega-se pelo lendário Estreito de Magalhães. Não se preocupe: é raro o barco balançar.
Isla Magdalena
De Punta Arenas, são quatro horas de carro até o Tierra Patagonia, com transfer próprio e lanchinhos saudáveis a bordo. Ideal é passar no hotel pelo menos três noites e na volta dormir em Santiago.
O hotel: camuflado na paisagem, diante do Lago Sarmiento, o maciço del Paine e as três torres que fazem a fama do parque, o Tierra Patagonia propõe formas deliciosas e confortáveis de viver intensamente a região. Já na chegada, um papo com a chefe dos guias para marcar os passeios dia a dia (divididos por grau de dificuldade e tempo de duração). Pequeno e totalmente sustentável, erguido em madeira, o Tierra tem só 40 quartos (todos com vista para o lago), serviço impecável e comida bem elaborada com produtos regionais, como o cordeiro patagônico e os peixes merluza e congrio. Ótimos vinhos chilenos para acompanhar. E o melhor: tudo está incluído na diária – desde os passeios até bebidas alcoólicas.
Tierra Patagonia fachada Tierra Patagonia spa

Os passeios: não perca um dos passeios que leva ao Glaciar Grey. Pode ser a navegação, para ver bem de pertinho a geleira. Ou a caminhada de nível médio até o Mirante Grey, com visão da geleira à distância, do alto. Também vale a pena o trekking de 19 quilômetros (ida e volta) à base das Torres del Paine. Caminhada bem puxada, com muita subida, mas totalmente compensadora. Para quem gosta de andar! Há outros muitos passeios de meio dia, um dia inteiro e cavalgadas.
Reserve, ainda, meio dia para aproveitar o hotel, ir ao spa e a piscina aquecida, fazer uma massagem e andar pelo terreno na frente do Tierra, ir até a praia e o lago, ver carneiros e guanacos (espécie selvagem da família das lhamas, comum na região). Lembrete: wifi no hotel é limitado às áreas sociais e não há televisão em lugar algum. Estar ali é mesmo para desconectar e curtir cada minuto “ao natural”.

IMG_6366

Novo Tierra no radar

Tierra Chiloé

Sucesso absoluto no Deserto de Atacama e na Patagônia, o grupo Tierra Hotels abre no dia 1o de setembro seu terceiro hotel no Chile. O destino certamente vai dar o que falar: Chiloé, um arquipélago no sul do país, ao norte da Patagônia, onde a Cordilheira dos Andes encontra o mar e as paisagens misturam vulcões, ilhotas, fiordes e canais de tirar o fôlego. Situada a 18 km da pitoresca cidade de Castro, capital da Província de Chiloé, a propriedade (antigo hotel Refugia) segue a filosofia da marca de oferecer aventura com conforto, e tem arquitetura e interiores orgânicos e contemporâneos, com materiais locais, em sintonia total com a natureza ao redor. LIVING TierraDiante da Baía de Rilán, são só 12 acomodações exclusivas. Para completar, sala de estar com lareira, sala de leitura, terraço com vista linda de morrer, restaurante e spa com jacuzzi, saunas seca e úmida e sala de massagens.  Há um barco próprio para a navegação pela região e os passeios são planejados diariamente pelos guias do Tierra. Na programação, inclua ainda cavalgadas, biking, hiking e tours culturais.
Tierra Chiloé2

 

 

 

Comer e beber em Mendoza

14 - Vinicolas - Bodega Catena Zapata (3)

Aos pés da Cordilheira dos Andes, Mendoza é capital dos vinhos argentinos, responsável por 70% da produção nacional. A altitude moderada, a irrigação obtida pela água do degelo andino e os dias ensolarados e noites frias contribuem para criar o ambiente ideal para o cultivo de uvas. Fundada em 1561, a charmosa cidade encanta por sua arquitetura de traços aristocráticos europeus e o ritmo de vida cada vez mais cosmopolita, preservando, porém, os ares de lugarejo do interior. Na paisagem, um mix de montanhas, rios, vales, desertos e, é claro, vinhedos sem-fim. E Mendoza é ponto de partida para inúmeras atividades ao ar livre, como golfe, rafting, trekking, biking, esqui, escalada e cavalgadas. Para completar, o Parque Provincial do Aconcagua, que abriga o pico mais alto das Américas, fica a 180 km. Na foto acima, a Bodega Catena Zapata.

Onde comer?
1884 Francis Mallmann (foto abaixo): neste célebre restaurante local, o aclamado chef argentino prepara pratos tradicionais com toques criativos.
10 - Restaurantes - 1884 Francis Mallmann (2)
O ambiente é elegante e fica na Bodega Escorihuela Gascón, construída em 1884 – daí o nome do restaurante. Belgrano, 1188, Godoy Cruz, tel. +54 261 424-2698.
Grill Q: o mais novo restaurante do Hotel Park Hyatt serve o tradicional churrasco argentino e outras especialidades argentinas. Calle Chile, 1124, tel.+54 261 441-1225.

Onde beber?
Familia Zuccardi (foto abaixo): a combinação da tradição com técnicas modernas é o destaque da vinícola da família Zuccardi. Nas degustações, almoços ou jantares gastronômicos, a estrela é o vinho preparado em solo mendocino desde 1963. O charmoso restaurante é panorâmico e oferece uma bela vista para o vale. Ruta Provincial 33, km7,5, Maipú, tel. 54 261 441-0000 (35 km ao leste de Mendoza). Visitas com reserva.
15 - Vinicolas - Familia Zuccardi (2)
Bodega Catena Zapata: a adega que pertence à família Catena já passou por quatro gerações. Pioneiros no estudo dos microclimas de Mendoza, os Catena trabalham há quase três décadas para elevar seus vinhos ao mais alto nível de qualidade. Estrada Cobos s/n, Agrelo. Luján de Cuyo (30 km ao sul de Mendoza), tel. +54 261 413-1100. Visitas com reserva antecipada.
Mendel: a vinícola boutique encanta os visitantes com sua excelente produção de vinhos artesanais. 17 - Vinicolas - Mendel (2)Nos vinhedos de mais de 80 anos, se destacam as variações de malbec e cabernet sauvignon. Terrada 1863, Mayor Drummond, Luján de Cuyo (9 km ao sul de Mendoza), tel. + 54 261 524-1621. Visitas com reserva.

SE VOCÊ FOR
Onde dormir?
Park Hyatt Mendoza (foto abaixo): sua localização é perfeita, no coração de Mendoza. Os quartos são amplos e contemporâneos e os três restaurantes e dois bares apresentam os vinhos e a culinária da região, incluindo a tradicional parrillada. 
5 - Hoteis - Park Hyatt Mendoza (1)
 Periodicamente, o hotel organiza o evento Masters of Food & Wine, no qual hóspedes cozinham junto com chefs e sommeliers. O Kaua Club & Spa oferece os melhores tratamentos antioxidantes, alguns deles à base de vinho e óleo de oliva.

Entre Cielos Hotel (foto abaixo): também aos pés dos Andes, este hotel hospeda em apenas 16 quartos, todos com design e arquitetura elegantes, além de um loft-mezanino em meio aos vinhedos. Lá se produz um dos melhores vinhos malbec do mundo! O Hamam Spa permite experimentar o banho turco e tratamentos à base de vinho.
4 - Hoteis - Entre Cielos (3)
The Vines Resort & Spa: envolto pela cordilheira, um belo lago e um campo lindo, The Vines é um refúgio confortável e sofisticado, com 22 vilas espaçosas. Além de descansar, há a chance entrar em contato com a cultura argentina. Seja no restaurante Siete Fuegos, de culinária regional, ou nas atividades organizadas lá, como a degustação de vinhos malbec. No spa, fragrâncias exclusivas formuladas para combinar com os elementos fogo, água, ar, terra e luz. Leia mais neste link.
Cavas Wine Lodge (foto abaixo): parte da coleção Relais & Chateaux, o Cavas fica entre os vinhedos da região de Luján de Cuyo, próxima de Mendoza.
2 - Hoteis - Cavas Wine Lodge (2)
Com apenas 14 quartos, oferece uma atmosfera romântica, exclusiva e de extremo conforto. Vinhos e a elaborada gastronomia fazem parte da experiência, além de atividades como trekking, rafting e cavalgadas.

Por Equipe Teresa Perez 

5 motivos para visitar Aspen no verão

Aspen Balao

Destino adorado por brasileiros no inverno, Aspen também é deliciosa (e badalada!) no verão. WHIZ destaca 5 motivos para conhecer a cidade na estação do calor.
1) Novidade quentinha no centro, o Aspen Art Museum (AAM) abre as portas no dia 9 de agosto de sua nova sede de mais de 3 mil metros quadrados, projetada pelo premiado arquiteto japonês Shigeru Ban. 2 - image006O novo AAM reúne seis espaços de exposições no arrojado edifício de quatro andares. O conceito da construção contemporânea foi baseado em transparências e nos planos com vistas abertas. Destaque para o jardim de esculturas no
deque do telhado, palco de eventos e exibições, com um belo visual para Aspen, além de um café e bar.
2) A Chanel abre uma loja pop-up entre 27 de junho e 6 de julho em Aspen – a primeira da marca nos EUA. Montada no restaurante Casa Tua, a boutique irá mostrar a Métiers d’Arts Paris-Dallas 2013/14 Collection, inspirada no Velho Oeste.  E a cidade ganha novas lojas nesta temporada. Entre elas, Zadig et Voltaire (218 S. Moinho St), Rag & Bone (433 E. Hyman Ave.) e Valentino Acessories (204 S. Galena).
3) No verão, Aspen estará repleta de festivais de música. Toda quinta, às 18h, concertos de rock, funk rock e outros gêneros em Fanny Hills, Snowmass; domingos, no topo de Aspen Mountain, ao meio-dia, performances musicais; e todo sábado, às 13h, também no topo de Aspen Mountain, apresentações de música clássica. O Jazz Aspen Snowmass June festival, de 19 a 28 de junho, tem ótima programação que inclui Diana Krall e Tony Bennett.
4) Na listinha dos muitos programas verdes, estão passeios de mountain bike, subida de gôndola ao alto da montanha, com piquenique e caminhadas guiadas na natureza (foto abaixo), cavalgadas, voos de balão e golfe no Snowmass Club Golf Course (18 buracos, par-72). Leia mais neste link.
Aspen trilha
5)  Os principais hotéis têm spas incríveis. No Hotel Jerome, um Auberge Resort, os tratamentos são feitos com produtinhos da Marie Veronique, 100% orgânicos. Para completar, no verão, há aulas de ioga (foto abaixoàs segundas, quartas e sextas de manhã em Aspen Mountain.
Aspen yoga

 

 

 

Expedições geladas

ANTARCTICA - PAV (22)low

Descobrir as regiões da Antártica e do Polo Norte com toda infra-estrutura de navios “icebreakers”, preparados para desbravar a natureza extraordinária. A bordo, cientistas, naturalistas e exploradores contam tudo sobre fauna e flora locais. A proposta é da Poseidon Expeditions, que desde 1999 percorre os extremos do planeta. O Sea Explorer (foto acima), um megaiate confortável com capacidade para até 144 hóspedes (54 suítes luxuosas), navega pela Antártica, saindo de Ushuaia, na Argentina (roteiros de 11 ou 19 dias). Passeios de bote Zodiac levam para ver de pertinho as geleiras espetaculares, baleias e pinguins. Programe-se com antecedência – a temporada lá vai de outubro a março.
ANTARCTICA - PAV (3)low
Já a jornada ao Pólo Norte é feita em um navio quebra-gelo nuclear russo, o 50 Years of Victory, o único autorizado a transportar turistas ao destino. A partida é de Helsinski, na Finlândia (13 dias a bordo, saídas em junho e julho). Entre os highlights da viagem estão o sobrevoo da imensidão gelada de helicóptero e o encontro com ursos polares.
NORTH POLE - PAV (3)low

NORTH POLE - PAV (7)low

Awasi Patagônia

Exterior Awasi Patagonia travel whiz

É tempo de visitar a Patagônia Chilena. Até março, no verão, as temperaturas estão agradáveis e perfeitas para conhecer as paisagens tão intrigantes da região. Novidade para quem planeja a visita é a abertura do Awasi – o mesmo que está fincado no Deserto de Atacama e que pertence à grife Relais & Chateaux. Sua filosofia: a de ser muito exclusivo – os passeios são individuais, moldados de acordo com o cliente. Só de ver as fotos, dá vontade de fugir já!
Interior Awasi PatagoniaConstruído em uma reserva particular com vista para o Parque Nacional Torres del Paine, a floresta e o Lago Sarmiento, o hotel tem design contemporâneo em madeira pensado para se fundir com a paisagem. Além de estrutura principal, reúne só 12 vilas – uma delas com duas suítes e todas com sala de estar, lareira e banheira, de onde também se pode admirar o visual.
Interior Awasi Patagonia travek whiz

Deserto maranhense com conforto

lencois maranhensesDunas a perder de vista, entremeadas por grandes lagoas com peixes. É a paisagem impressionante dos Lençóis Maranhenses, uma extensão de 155 mil hectares de areia, rios e manguezais protegidos como parque nacional. A dica é ficar hospedado no Porto Preguiças Resort (foto abaixo), a dois quilômetros do centro de Barreirinhas, a porta de entrada para este paraíso (distante 260 km de São Luís), e ir e vir em passeios incríveis.
Melhor época? Quando as lagoas ficam cheias, de junho a setembro.
O hotel: apesar de ser chamado de resort, o Porto Preguiças é uma pousada charmosa que abriga uma piscina com fundo de areia e outra com água do rio, na beira do Rio Preguiças. O restaurante é ótimo, delicioso para comer pratos elaborados com frutos do mar. Aluísio, que trabalha na agencia do hotel, dá as dicas dos melhores passeios e reserva tudo.
Porto Preguiças Lençóis Maranhenses travel WHIZ
Passeios imperdíveis
– Alugar um carro 4×4, com guia, e ir até os Lençóis, nadar nas lagoas e depois almoçar no Restaurante da Luzía. É ela quem cozinha, senta e conversa com os clientes. Peça camarão, maravilhoso!
– Sobrevoar os Lençóis de helicóptero, inesquecível.
– Alugar um barco ir pelo Rio Preguiças até onde ele se junta com o mar.
– Ir de quadricíclo até os Pequenos Lençóis.
E a viagem continua… Atins
Outra dica nos Lençóis é dormir em Atins, vilarejo de pescadores em meio à paisagem de dunas e do Rio Preguiças. A Maresia Atins é um charme.
A pousada: dois amigos, em busca de um ponto perfeito para a prática de kitesurfe, descobriram o lugar e montaram a Maresia. Os chalés são rústicos e o restaurante prepara pratos com ingredientes frescos da horta biológica. Experimente a pizza. Adeptos do kitesurfe praticam o esporte e novatos têm a chance de aprender. E há diversos passeios pela região (Lagoa Verde, Lagoa do Mario…). O acesso: de Barreirinhas, uma hora em barco privativo pelo Rio Preguiças (a pousada organiza).

Colaborou Manoela Parente

Himalaias Indianos

Buddhist monks of Rinchenpong2
A Índia como você nunca viu.
Shakti são expedições exclusivas que percorrem os vilarejos dos Himalaias Indianos, hospedando-se em casas de arquitetura típica (village houses) adaptadas ao gosto dos mais exigentes viajantes. Com acomodações bacanas, decoração elegante e facilidades modernas. Na hora das refeições, um chef prepara os pratos com sabores regionais. E os programas ficam a cargo de guias locais, profundos conhecedores dessas montanhas, e visitam templos, monastérios, mercados e a cultura das comunidades rurais. Aos mais aventureiros, há trekkings, rafting e camping. Uma das expedições percorre a região do Ladahk, conhecida como o “Pequeno Tibete” (de maio a setembro); outra visita o reino budista de Sikkim (outubro a abril) e há as experiências na região de Kumaon (também de outubro a abril). Todas as viagens são feitas sob medida.  Como ir? Com operadora de luxo indiana Banyan Tours & Travels, que desenvolveu o Shakti. Programe-se!

OLYMPUS DIGITAL CAMERAHee India Shakti