À mesa em Ibiza

Onde comer na badalada ilha espanhola? Chef de mãos cheias, a banqueteira Manoela Parente dá dicas de restaurantes para almoçar e jantar. Para anotar já e não deixar de ir na próxima temporada!
Amantebeachclub
Almoço
Amante Beach Club
: tomar sol com uma das vistas mais bonitas que já vi e depois subir para almoçar no restaurante (foto acima). A comida é muito boa – desde os aperitivos que servem nas espreguiçadeiras até os pratos. Comi o arroz negro com lula, maravilhoso. ‪Sol Den Serra, Calle Afueras SN.
Blue Marlin: reserve uma das cadeiras para tomar sol rodeado de gente bonita em um dos beach clubs (foto abaixo) mais animados de Ibiza. No cardápio, uma variedade de comida japonesa e sanduíches bem gostosos. Para beber vinho branco ou provar um dos drinques. Cala Jondal.
BlueMarlin
El Chiringuito: esse restaurante pé na areia fica na praia Es Cavallet, todo de madeira e telhado de palha, é superbadalado. Na praia logo em frente ao restaurante você pode reservar uma das camas, tomar drinque e depois almoçar nas mesas de dentro. As entradas são maravilhosas, salada caprese, tartar de atum, entre outras. De prato principal, peça o peixe assado em crosta de sal. ‪Playa Es Cavallet.
Jantar
Lío: um show à parte. Enquanto você come, bebe e conversa, um show estilo cabaret, com uma superprodução, acontece no palco com vista para a marina. Puerto Deportivo Marina Ibiza.
Cipriani: localizado em Downtown Ibiza, no Gran Hotel, esse restaurante do grupo Cipriani tem decoração que mistura o clássico com o moderno. Para comer, o famoso carpaccio e deliciosas massas. Beber? Bellini, é claro. Paseo Juan Carlos I, nr. 17.
pratocavalli
Cavalli Ibiza: o proprietário Roberto Cavalli está sempre circulando por Ibiza. O restaurante tem um ambiente delicioso e um jardim ao ar livre. No lounge, música e drinques. A cozinha é toscana. Peça a massa com verduras e mussarela de búfala cremosa (foto ao lado). De dar água na boca! Paseo Juan Carlos 1, 13.

Todo mês, Manoela Parente colabora com WHIZ com dicas de restaurantes nos quatro cantos do mundo.    

Os 10 melhores restaurantes do mundo

11 - 0. imagem generica crédito The Restaurant

O Noma voltou. Depois de perder três anos de reinado para o espanhol El Celler de Can Roca em 2013, o restaurante dinamarquês do chef René Redzepi retomou o seu posto de melhor do mundo em 2014. O prêmio foi anunciado pela revista britânica The Restaurant, na premiação considerada o Oscar da gastronomia, que anualmente elege os 50 melhores restaurantes do mundo. Alex Atala foi eleito o melhor chef, enquanto seu restaurante, D.O.M, caiu uma posição, e figura como o 7º da lista. Outro brasileiro do ranking, o Maní saltou do 46º para o 36º lugar e sua chef, Helena Rizzo, premiada a melhor chef mulher do planeta. Conheça os 10 melhores restaurantes do mundo.

16 - 1 – Noma [Copenhague, Dinamarca] crédito The Restaurant1º – Noma (Copenhague, Dinamarca): localizado em um antigo depósito, o Noma é comandado pelo chef René Redzepi e seus mais de 25 cozinheiros, de diversas nacionalidades. No cardápio, opções de pratos da culinária local apresentadas de maneira criativa.
2º – El Celler de Can Roca (Girona, Espanha): o famoso restaurante (foto abaixo) é dirigido por três irmãos, que juntos se dividem na cozinha e harmonização dos pratos. A culinária é inventiva e sua adega abriga mais de mil rótulos.
17 - 2 – El Celler de Can Roca [Girona, Espanha] crédito The Restaurant 20 - 3 – Osteria Francescana [Modena, Italia] (2)3º – Osteria Francescana (Modena, Itália): comandada pelo chef Massimo Bottura, a Osteria oferece pratos que têm como base a tradicional cozinha italiana, elaborados com os melhores ingredientes locais — a apresentação, no entanto, é criativa e brinca com diferentes formas, sabores e texturas.
4º – Eleven Madison Park (Nova York, Estados Unidos): com culinária assinada pela renomada rede Relais & Châteaux‎, o restaurante (foto abaixo) serve pratos internacionais com toques franceses. Ambiente elegante, excelente atendimento e ótima carta de vinhos são os destaques. Detail of the dining room of Eleven Madison Park, NY. 24 - 5 – Dinner by Heston Blumenthal [Londres, Inglaterra] crédito The Restaurant
5º – Dinner by Heston Blumenthal
(Londres, Inglaterra): apesar da modernidade que coloca em seus pratos, o chef Heston Blumenthal quer recriar a história da culinária britânica. Para isso, utiliza receitas que datam do século 14, adicionando toques do século 21, seja pelos ingredientes ou os métodos. Participar de uma refeição dessas é uma deliciosa viagem no tempo, com muitas surpresas.​
6º – Mugaritz (San Sebastián, Espanha): a culinária do Mugaritz (foto abaixo), assinada pelo chef Andoni Aduriz, apresenta criatividade e sabores inovadores. Os pratos são elaborado com os mais frescos ingredientes dos mercados locais e da horta do restaurante. 1 - ​​6 – Mugaritz [San Sebastian, Espanha] crédito The Restaurant 4 - ​​7 – D.O.M [Sao Paulo, Brasil] crédito The Restaurant
7º – D.O.M
(São Paulo, Brasil): priprioca, cupuaçu, açaí tucupi… Foram esses ingredientes amazônicos que deram notoriedade a Alex Atala, proprietário do D.O.M., desde 2011 nos top 10 da lista dos melhores restaurantes do mundo. Curioso pelas iguarias existentes em solo nacional, o chef cria pratos mesclando produtos típicos com a cozinha tradicional. 6 - ​​8 – Arkaz  [San Sebastian Espanha] crédito The Restaurant
8º – Arzak
(San Sebastián Espanha): um restaurante familiar, com ambiente elegante e decoração composta por obras de design contemporâneo. A culinária é criativa, com fortes influências locais.

9° – Alinea (Chicago, Estados Unidos): o chef Grant Achatz tem sido visto como um vanguardista desde que abriu este restaurante em 2005. O sucesso advém de refeições quase experimentais, como a explosão de trufa com batata fria e batata quente. Seu menu degustação é composto por cerca de 15 pratos e é servido em um ambiente moderno. As luzes das quatro salas do Alinea (foto abaixo) mudam de acordo com o momento da refeição, para intensificar a experiência. 7 - ​​9 – Alinea [Chicago, Estados Unidos] crédito The Restaurant 10 - ​​10 – The Ledbury [Londres, Inglaterra] crédito The Restaurant
10° – The Ledbury (Londres, Inglaterra)
: este restaurante é um dos motivos que faz de Notting Hill um lugar especial. A estrela do show é o chef australiano Brett Graham, que surpreende seus clientes com pratos criativos e bem apresentados.
Veja a lista completa em The Worlds 50 Best Restaurants 
Por Equipe Teresa Perez

5 motivos para ir a Barcelona

Passeio - Parque Güell Divulgação Teresa Perez

1) Conhecer o melhor restaurante do mundo, El Celler de Can Roca (foto abaixo), recém-eleito pela revista britânica ‘Restaurant’. Em Girona, a cerca de 100 km de Barcelona, o restaurante premiado vale o passeio de um dia até a cidade. El Celler de Can Roca está sob o comando de três irmãos (os Roca: Joan, Jordi e Josep), que, juntos, se dividem na cozinha e na harmonização dos pratos. A culinária é inventiva e a adega abriga mais de mil rótulos.
Restaurante El Celler de Can Roca Divulgação El Celler de Can Roca
2) Participar de uma experiência sensorial no restaurante Dos Cielos. Os gêmeos Sergio e Javier Torres (foto abaixo) servem suas sofisticadas criações nos “céus” de Barcelona – no 24º andar do hotel ME Barcelona, com vista privilegiada para a cidade e o mar. Após saborear os pratos, os visitantes se aproximam de um “sensógrafo” que dispõe de potenciômetros e atribui valores para os diferentes parâmetros captados. O resultado é um curioso sistema de formas visuais criadas de acordo com as sensações do visitante.
Restaurante Dos Cielos Divulgação Hotel ME
3) Ver de perto as obras de Antoni Gaudí (1852-1926). Grande nome do modernismo catalão, o arquiteto criou um estilo único – seus traços são imaginativos, ousados e poéticos. Formas sinuosas e mosaicos coloridos são suas marcas registradas. Não perca a Casa Batlló (construção modernista em azulejos e ferros retorcidos); Parque Güell (e seu terraço com bancos ondulantes e mosaicos. Lá do alto, tem-se uma vista inesquecível da cidade e do mar!); Casa Milà (ou La Pedrera, outro exemplo de arquitetura modernista, em pedra calcária, paredes onduladas e sacadas decoradas com ferro retorcido), Igreja da Sagrada Família (foto abaixo; cuja construção iniciou-se em 1882 e não foi concluída. Do alto de seus campanários há visão magnífica da cidade); e Museu Gaudí (no último andar da Casa Milà).
Barcelona aérea Divulgação Teresa Perez
4) Dois hotéis especialíssimos. O Mandarin Oriental Barcelona (foto abaixo) ‎fica na mais famosa avenida espanhola, Passeig de Gràcia. O décor contemporâneo é da arquiteta espanhola Patrícia Urquiola e o restaurante Moments tem uma estrela no Michelin. À mesa, o melhor da cozinha catalã.
Hotel Mandarin Oriental Divulgação Teresa Perez

Já o Arts Barcelona‎ (foto abaixo) do grupo Ritz-Carlton, está localizado diante do Mediterrâneo, a apenas 150 metros da praia, e a poucos minutos das Ramblas – ampla avenida conhecida por seus ótimos restaurantes e boutiques. Dos apartamentos e suítes, há vista panorâmica para o mar e a cidade. Entre os quatro restaurantes, destaque para o Enoteca, estrelado no Michelin e com uma adega que reúne mais de 500 vinhos.
Hotel Arts Barcelona Divulgação Teresa Perez

5) As compras no La Roca Village Outlet. A cerca de 40 km de Barcelona, é a meca da arte e da moda produzidas na cidade. Mais de uma centena de boutiques de marcas catalãs, espanholas e internacionais oferecem coleções com descontos de até 60%. Funciona de segunda a sábado, das 10h às 22h.

Por Equipe Teresa Perez

Sobre trilhos na Espanha


Um hotel de luxo sobre trilhos, com direito a camas com lençóis de linho, obras de arte nas paredes, suítes com hidromassagem e pratos gastronômicos. O mais exclusivo e luxuoso trem da Espanha, o Transcantábrico percorre o trajeto entre Santiago de Compostela e San Sebastián (oito dias), ou vice-versa, e passeia por paisagens pitorescas. Boa dica para uma viagem diferente.

Comer e beber em Madri

Restaurante do Teatro Real

Madri é uma das capitais mundiais da gastronomia, com uma infinidade de restaurantes premiados e sofisticados capazes de agradar os paladares mais exigentes. Só lá são sete restaurantes com estrelas Michelin. Faça reserva com antecedência se sua intenção for provar os menus do La Broche (foto abaixo), do chef Sergi Arola; os pratos do Santceloni; o clima elegante do La Terraza del Casino, que tem Ferrán Adría como assessor gastronômico; o espírito de vanguarda do El Chaflán; a “haute cuisine” do Zalacaín; o requinte do Zaranda e o “Menu Revolución” do El Club Allard – todos do seleto grupo de restaurantes estrelados.

Embora a culinária moderna esteja em alta, Madri ainda reserva lugar especial aos clássicos da cozinha espanhola. Caso da Casa Lucio, famosa pelos ovos estrelados que atraem até o rei Juan Carlos, e do Lhardy e seu saboroso “cocido madrileño”.
Última moda na capital espanhola, os restaurantes de museus andam no topo da preferência dos madrilenhos. O Teatro Real, o Museo Thyssen-Bornemisza, o Reina Sofía e o Museo del Traje oferecem restôs excelentes. Outra tradição, aos domingos pela manhã, é tomar o brunch em um hotel de luxo, como o Palace, o Ritz ou o Urban (foto abaixo).

Bares – No quesito bares badalados, a capital espanhola também é um prato cheio. Alguns são reconhecidos como ponto de encontro de celebridades contemporâneas e do passado. O Museo Chicote, um templo de glamour, era o preferido de Ava Gardner e Frank Sinatra. Já no Del Diego, aclamado por seu extenso menu de coquetéis, você corre o risco de esbarrar com Javier Bardem tomando um “trago” em uma das mesas. El Cock, inaugurado em 1921, conserva o ar de clube inglês e é uma boa pedida para encerrar a jornada.

5 hotéis em Barcelona


De hotéis clássicos a design, a capital da Catalunha coleciona ótimas opções de hospedagem. WHIZ seleciona os top 5.
Próximo da Casa Batlló de Gaudí, com localização privilegiada, o Mandarin Oriental (foto acima) ocupa um elegante edifício do século 20. Ao todo, são 98 apartamentos que mesclam a tradição oriental da rede com o clima cosmopolita da cidade. Das suítes ou das janelas das áreas comuns é possível avistar o Passeig de Gràcia, a mais elegante via de Barcelona, e os jardins internos.
Totalmente reformado, o novo Meliá Barcelona se destaca pela elegância dos quartos e suítes, pela exclusividade do serviço The Level, a personalização dos detalhes e o alto profissionalismo. Lá, o restaurante Uno surpreende os amantes da boa cozinha mediterrânea.

Refúgio urbano de celebridades do calibre de Madonna, Bruce Springsteen e Rostropovich, o Le Méridien (foto acima) ostenta uma incrível fachada neoclássica e tem os ambientes internos decorados pelo estilista Kenzo. Simplesmente um luxo!
Se a pedida, porém, é por um clássico, o Casa Fuster é um hotel-monumento construído em 1908. Reconhecido por sua arquitetura única e pelos interiores refinados, o cinco-estrelas reúne todo o glamour dos castelos com o aconchego dos hotéis modernos.
Exclusivíssimo, El Palauet (foto abaixo) acomoda em uma mansão modernista erguida em 1906, com seis amplos apartamentos de duas suítes. Na decoração, peças contemporâneas de designer famosos como Charles e Ray Eames, Ero Saarinen, Arne Jacobsen, Philippe Starck e Antonio Citterio. À sua disposição, um assistente pessoal!

Melhor chef do mundo


Elena Arzak,
a mestre-cuca do restaurante Arzak (Avenida Alcalde José Elosegui, tel. +34 943 278-465), em San Sebastián (País Basco), na Espanha, foi eleita pela revista britânica Restaurant a melhor chef do mundo em 2012, reconhecida por sua “inovação, criatividade e determinação” no universo gastronômico. Elena representa a quarta geração da família Arzak, que dirige o restaurante desde 1897. O Arzak se destacou nos últimos cinco anos na lista dos 10 melhores do mundo pela publicação e foi o primeiro restaurante basco a conseguir três estrelas no Michelin.

5 hotéis em Madri

Cosmopolita e acolhedora, Madri reina no mapa dos viajantes mais sofisticados do mundo. Onde ficar? A capital espanhola concentra uma variedade de hotéis estrelados – de redes de fama internacional a hotéis boutique e de design. Quem se hospeda no Puerta América (foto acima) tem a chance de interagir com o universo modernista criado por alguns dos melhores arquitetos do planeta, como Zaha Hadid e Jean Nouvel. Cada um deles imprimiu seu estilo em um dos ambientes. Na lista de hot spots do momento, o Hotel Urban exibe conceito moderno. Um amplo spa e terraços panorâmicos formam o empreendimento que é uma atração por si só.
Um eterno clássico, o Ritz (foto abaixo) é um ícone, fundado por Alfonso XIII e palco de acontecimentos históricos durante a Guerra Civil Espanhola e a Segunda Guerra Mundial. No coração de Madri, o Villa Magna também é sinônimo de luxo e elegância e conserva em seu interior a decoração imponente de um hotel tradicional. E que tal se hospedar em um antigo palácio? O Hotel Santo Mauro tem estilo francês e todas as facilidades de um hotel do século 21. É só escolher!

Andaluzia In & Out

Lugar de gente hospitaleira, no sul da Espanha, a Andaluzia respira alegria e aconchego e é reduto de viajantes em busca de tranquilidade, boa comida, diversão e ótimos vinhos. Na terra do gazpacho, do jerez e do flamenco, vale provar as tantas e tão saborosas delícias locais. Aqui, é preciso “se jogar” no jamón ibérico, nas azeitonas e no “pescaito frito”, itens que não faltam em uma boa mesa andaluza. No roteiro, inclua as cidades de Sevilha, Huelva, Cádiz, Málaga, Granada, Jaén, Córdoba e Almería. Uma dica em Sevilha: o restaurante Abades Triana (foto acima), de cozinha andaluza de vanguarda.
E não deixe de conhecer a marcante Jerez de la Frontera, maior cidade da província de Cádiz e famosa por seu vinho jerez. Há dezenas de bodegas que podem ser visitadas com agendamento prévio. Uma vez na Andaluzia, faça como os andaluzes: aprecie os bons vinhos. Há  desde os mais secos, como o Fino, até os mais doces, como o Moscatel, ou licorosos, como o Manzanilla.

Cercada por belas paisagens naturais, a Andaluzia é, ainda, rica em cultura e completa infra-estrutura hoteleira.  Em Granada, o Barceló La Bobadilla acolhe celebridades que querem sossego e serviço cinco-estrelas. Outro hotel incrível,  em Marbella, é o charmoso hotel Villa Padierna (foto acima). Michelle Obama foi uma das personalidades que se deixou seduzir pela região depois de um período hospedada lá. Também notáveis na Costa do Sol, o Puente Romano e o Hotel Los Monteros recebem com luxo “comme il faut”.

A moderna arquitetura do vinho

Com a maior área cultivada em vinhedos no planeta, a Espanha brilha entre os grandes produtores mundiais de vinho. Não por acaso, o filão do enoturismo arregimenta uma legião de visitantes, recebidos em grande estilo. É comum ouvir falar dos “vinhedos-hotéis”. Para diferenciar-se, boa parte conta com design arrojado nas instalações, assinadas por arquitetos famosos. Um dos projetos mais ousados, La Ciudad del Vino (foto acima) foi concebida pelo respeitado Frank O. Gehry. O complexo instalado na região de La Rioja, no norte espanhol, foi criado em torno da antiga bodega de Marqués de Riscal (1858) e inclui um hotel e um spa com tratamentos pioneiros de vinoterapia. O selo de Gehry, responsável, entre outras obras, pelo Museu Guggenheim de Bilbao, garante um toque de modernidade ao empreendimento, marcado ainda por belas paisagens.
Outras “feras” da arquitetura também estão contribuindo com o novo design das bodegas. O britânico Norman Foster foi chamado para dar vida à estrutura, interior e detalhes da Bodega Portia (foto abaixo), uma das mais recentes na região de Ribera del Duero. Já Richard Rogers e seu escritório são os responsáveis pela nova sede da Protos, em Peñafiel (região de Castela e Leão), transformando o local em verdadeira obra de arte.