Tóquio é 10

Toquio Omotesando

Limpa, silenciosa e supercivilizada, a capital do Japão é repleta de atrações contemporâneas e tradicionais e acolhe um povo simples, gentil e, ao mesmo tempo, plugado em estilo. WHIZ elege os TOP 10 da cidade.

1) Tokyo Sky Tree – Torre projetada pelo japonês Tadao Ando, é a mais nova atração da cidade, com 610 metros de altura, quase o dobro da Torre Eiffel. Por ser novidade, recomenda-se adquirir as entradas pela internet para evitar filas. Nas proximidades, vá visitar o templo Sensoji.
2) Tokyo Midtown  O shopping de interiores modernos (foto abaixo) abriga 130 lojas e restaurantes. Sem falar nos museus. Suntory tem exposições especiais de arte japonesa desde o século XVII e o 21 21 Design Sight, sob a direção de três dos mais famosos designers japoneses (Issey Miyake, Taku Satoh e Naoto Fukusawa), foca em exibições temáticas de design internacional.
Tokyo Midtown
3) Ginza – O bairro sofisticado reúne muitas lojas de grife e grandes magazines. Lá estão a Apple Store, a Mikimoto, de joias, e a loja de departamentos Mitsukoshi, com dois andares dedicados a comida. Esbalde-se! Depois, um café no Le Café Doutor, no cruzamento da Ginza-Yon-Chome.
4) Harajuko – Epicentro jovem, é endereço da famosa Takeshita Street, onde lolitas japonesas consomem de cílios postiços a microssaias. Pertinho, o santuário Meiji Jingu (foto abaixo), frequentado pelos súditos do imperador Meiji e da imperatriz Shoken, fica em meio a uma floresta.
Toquio Meiji
5) Daikanyama Tsutaya – A livraria compreende três construções interligadas e uma gama enorme de títulos em inglês, revistas, livros de arte e DVDs.
6) Omotesando e Aoyama – Os bairros vizinhos são repletos de lojas com arrojados projetos arquitetônicos. Caso da Tods, por Toyo Ito (o japonês que ganhou este ano o prêmio Pritzker, o Oscar da arquitetura), Dior (da dupla SANAA), o shopping Omotesando Hills (Tadao Ando) e Prada (foto abaixo; dos suíços Herzog & de Meuron). Para comprar souvenirs e quimonos (até para crianças), vá à Oriental Bazar.
Toquio Prada
7) Tsukiji Fish Market  – No centro, é o maior do Japão e um dos maiores do mundo. O leilão de atum que ocorre lá às 5h da manhã faz fama mas é difícil entrar. Há a limitação de 120 visitantes por dia e é preciso pegar uma senha de acordo com a ordem de chegada. Prefira ir lá pelas 9h para ver a variedade de peixes (450 tipos) e fique para almoçar cedo. São muitos os restaurantes dentro e fora do mercado.
8) Jardins do Palácio Imperial – Vale a pena dar um passeio com o skyline de um lado (foto abaixo) e o palácio do outro.
Toquio skyline
9) Sakura – A época da florada das cerejeiras (sakura, em japonês) é um espetáculo único que colore ruas e parques entre o fim de março e meados de abril.

Toquio Narisawa10) Narisawa – Eleito este ano o número um da lista dos “50 Melhores Restaurantes da Ásia” elaborada pela revista inglesa “Restaurant”. O chef  Yoshihiro Narisawa propõe uma gastronomia pensada com um grande comprometimento com a sustentabilidade (foto). Reserve com antecedência. O menu-degustação custa cerca de US$ 120 por pessoa no almoço.

SER VOCÊ FOR
Onde dormir? No Ritz-Carlton Tokyo. Parte do moderno complexo de Tokyo Midtown, com lojas, escritórios e museus no bairro de Roppongi, suas suítes e facilidades ocupam os últimos nove andares e os primeiros três do prédio mais alto da capital japonesa, com 248 metros e 53 níveis. Visão de 360 graus de onde estiver e um spa ESPA.
Toqui Ritz Carlton
Comer e beber? Come-se muito bem em Tóquio. Além do premiado Narisawa, alguns restaurantes imperdíveis: Gonpachi, popular, especializado em soba (macarrão japonês em caldo de molho de soja) e kushi (espetinhos na brasa); Kondo (Sakaguchi Bldg 9F, 5-5-13, Ginza, tel. 03/5568-0923), em Ginza, the best de tempura, com duas estrelas no Michelin; e New York Grill, no 52o andar do Park Hyatt Hotel, para comer grelhados de carnes, peixes e frutos do mar, incluindo kobe beef.
Guia: Yaki Yanai fala português e conduz tours sob medida na cidade. Tel. (090) 1888-2702, e-mail muratinha@leaf.ocn.ne.jp.

Top 5 de Tóquio


Masami Kawagoe
, concierge do Shangri-La Hotel, Tokyo, dá dicas do imperdível na cidade. Por que o Shangri-La? O décor estiloso inclui uma coleção de obras de artistas chineses, japoneses e ocidentais, há suítes com vista incrível para o skyline da cidade e o restô Nadaman, no andar 29, propõe uma cozinha que respeita as tradições japonesas e tem um olho no futuro – só para citar alguns destaques.

1) Robataya
: restaurante único no estilo Robatayaki, onde chefs escolhem os ingredientes, grelham à sua frente e servem os pratos sobre o balcão. A diversão é garantida.
2) Takashimaya: uma das lojas de departamento mais famosas de Tóquio, seu prédio histórico foi designado uma Importante Propriedade Cultural. Clientes contam com a ajuda de concierges, que oferecem aos hóspedes do Shangri-La a entrega cortesia das compras no hotel. Se você for à loja às 10h, horário de abertura, poderá ver a tradicional “bowing ceremony”, na qual os funcionários ficam nos dois lados dos corredores dando as boas-vindas aos visitantes.
3) Shimbashi: um lugar para sentir a atmosfera de pós-trabalho dos japoneses. Há muitos pequenos restaurantes e bares onde as pessoas vão depois do expediente e sentam para comer ou beber.
4) R2 Supper Club: no coração de Roppongi, a área conhecida pela vida noturna, este é um bar estiloso com um feel de Nova York, ponto de encontro favorito de estrangeiros e de locais japoneses. Um endereço bacana para ir para um aperitivo ou para começar a noitada.
5) Cotton Club: aberto em Tóquio em 2005, continua com tudo. Performances de jazz em ambiente elegante e luxuoso são coroadas por um menu delicioso de cozinha autêntica.

Shanghai, Tóquio e Dubai

  Suzana Chohfi acabou de fazer essa viagem ao Oriente. Foi sozinha para Dubai, numa boa, e dá as dicas:

Restaurante em Shanghai: M. on the Bund, da rede M. Incrível e com linda vista das luzes da cidade! Cozinha internacional com influência da Europa ao Oriente Médio, excelente do couvert à sobremesa. “One of the top 20 restaurants in Asia.” – Miele Guide, 2009-2010
Restaurante em Tóquio (foto): Ninja Akasaka . A entrada é um labirinto. O restaurante é todo caracterizado, escuro. As mesas são dispostas em diferentes níveis e salas. A comida tem uma apresentação encantadora! Só é preciso marcar bem a mesa ou pode se perder na volta do banheiro, especialmente depois do saquê.
Dubai em pouco tempo: Big Bus Tour. Ótima forma de se conhecer Dubai. A empresa oferece duas rotas (vermelha e azul). Na entrada recebe-se um mapa dos trajetos com as paradas e um fone de ouvido para acompanhar a apresentação em diversas línguas e é possível descer em cada parada. Um ônibus do tour passa no ponto de encontro a cada 20 minutos.