Next stop? Riviera Maya

3 - IMG_0906

Um paraíso que combina praias de areias brancas, o Mar do Caribe que parece uma piscina, em vários tons de turquesa, grutas, lagoas e vestígios da civilização maia. Para completar, muitos ceviches e a simpatia do mexicano, sempre com um sorriso no rosto. Adorei descobrir um pouco da Riviera Maya, um pedaço de costa que fica a cerca de meia hora de Cancún e abrange 120 km no Estado de Quintana Roo, no México. Tanto atrativo natural resultou, claro, em bastante atividade turística: são mais de 400 hotéis e resorts ao longo desse litoral e alguns refúgios bem especiais.
Quando ir? No Réveillon, é hotspot. Ou então, fevereiro a maio, época mais seca.

Onde dormir
1 - IMG_0587
Banyan Tree Mayakoba
: um oásis tropical com ares orientais. Parte do prestigiado grupo asiático Banyan Tree Hotels & Resorts, famoso por seus spas, o resort reúne villas imersas no mangue, com piscina individual e charmosas bicicletas com cestinha à disposição. Na chegada, as boas-vindas são com um copinho de suco verde refrescante elaborado com chaya (verdura local) e uma pulseira feita com flor natural e sementes. O transporte pela propriedade é em carrinho elétrico ou a sua bike. Vale ir à praia, de areia branquinha e mar sereno, e fazer o passeio de barco pelos canais e mangues do hotel (foto abaixo). Vi tartarugas e muitas espécies de aves.
5 - IMG_0741O Banyan abriga o campo de golfe El Camaleon, projetado por Greg Norman, e está no complexo Mayakoba, repleto de ruazinhas envoltas pelo verde nativo que levam a mais dois hotéis exclusivos – Fairmont e Rosewood. Entre os restaurantes, experimente o Saffron, de cozinha thai contemporânea. No hotel, à noite no quarto (foto abaixo), uma flor sobre a cama e luz de velas. No check-out, um regalo para lembrá-lo de retornar – uma pequena tartaruga de madeira dentro de uma cestinha – artesanato local.
2 - IMG_0591

Hotel Esencia: talk of the town, entre a agitada Playa del Carmen e Tulum, o hotel é pequeno e exclusivo e se destaca entre os resorts gigantes no cenário. Despojado e roots, foi instalado na casa original de uma duquesa italiana, convertida em hotel em 2005 e recentemente adquirido pelo empresário americano Kevin Wendle, ávido colecionador de arte que reformulou toda a propriedade.
2 - IMG_1105A chegada é em uma tradicional casa maya e lá um carrinho elétrico leva até a maison. São 29 quartos e suítes – muitas com piscina particular – , decoradas com peças e móveis dos anos 50, arte de grandes nomes como Fernando Botero e Picasso e artesanato mexicano (na foto abaixo, uma das suítes na casa principal). A playlist que toca pelos espaços comuns é do supercool DJ Michel Gaubert, baseado em Paris.
4 - IMG_1093No restaurante, deliciosos os ceviches preparados pelo chef Juan Carlos Gutierrez Chavira, ex-blogueiro de comida, mestre-cuca particular e ex-designer gráfico para a Chanel. No staff, Wendle convocou profissionais como ele, com background em moda. Na praia, com sorte, se pode ver a desova de tartarugas. Todas as manhãs, há aulas de ioga. Para famílias, o Esencia tem, ainda, duas casas lindas com serviço do hotel. Imperdível um tratamento no spa, montado em outra casa típica, com telhado de sapê e produtos puríssimos da região. A terapia começa com uma limpeza com incenso de alecrim, arruda e manjericão.

Passeios 
Se escolher um dos dois hotéis, será quase impossível sair de lá.
Com crianças, programa popular é ir a um dos parques naturais. XCaret, um dos mais importantes e turísticos, para nadar com golfinhos e arraias, entre outras muitas atividades. Menor, Kuntun Chi tem cenotes (grutas) incríveis.
Para compras, Playa del Carmen é o lugar que concentra o maior comércio da Riviera Maya. Prepare-se para entrar no clima bem turistão na Quinta Avenida (foto abaixo), isso mesmo, homenagem à nova-iorquina. Restrita a pedestres, há um mix de lojas: de artesanato a surf wear e marcas como Forever 21, Nike, H&M, Mac, etc., além de diversos restaurantes.
5 - IMG_1155

Imperdível, porém, será visitar Tulum, um dos três sítios arqueológicos da região – e o mais famoso, Antiga cidade maia amuralhada (datada por volta do ano 1000 d.C), fica ao longo da costa, de tirar o fôlego.
1 - IMG_0818Um destino à parte na Riviera Maya, misto de Trancoso com Espelho (pela atmosfera e o tipo de visitante), Tulum tem uma zona hoteleira ao longo da praia, rústica e charmosa – para se desplugar mesmo! Sem sinal de celular… Entre as dicas para se hospedar lá, estão o hotel boutique Jashita, o Papaya Playa Project (da Design Hotels), com seu badalado beach club, e BeTulum, um dos mais exclusivos. Dos restaurantes, Posada Margherita e Hechizo são só alguns deles. Mergulhos em cenotes não podem faltar na programação e visita à Reserva da Biosfera de Sian Ka’an. Deu vontade de ficar…

Antonella Salem viajou a convite da ILTM Americas

Pop-up hotel na Riviera Maya

Este slideshow necessita de JavaScript.

A tendência dos “pop-ups” chegou ao mundo da hotelaria. Tulum, na Riviera Maya (distante só 1h15 minutos do aeroporto de Cancún), acaba de ganhar o Papaya Playa Project, um hotel que funcionará por lá por tempo determinado: até 5 de maio de 2012. Idealizado pelo alemão Claus Sendlinger, fundador e CEO do conceituado grupo Design Hotels, o Papaya Playa oferece uma experiência autêntica de luxo rústico. São 99 cabanas erguidas com materiais naturais e técnicas locais ao longo de 900 metros de praia paradisíaca caribenha. Na maioria das acomodações, há terraço com rede, mas a ideia é evocar o espírito de comunidade. Kater Holzig, do lendário Bar 25, de Berlim, é o nome por trás do restaurante & bar (que serve delícias fresquinhas feitas na grelha e pães saídos de um forno de argila) e do Beach Shack bar & lounge, que tem entretenimento de DJs internacionais. E há um Raw Food Bar, do 42º RAW, com origem em Copenhagen. No spa, tratamentos inspirados nos rituais mayas. O Papaya Playa promete arrasar!